Primeiro Chakra
LOCALIZAÇÃO: O primeiro chakra está localizado na base da espinha dorsal.
PÉTALAS: Este chakra governa a vibração mais baixa de nosso corpo e tem o comprimento de onda mais lento. Há quatro braços ou pétalas. Quatro é o número do quadrado e bases. O quadrado é relacionado ao ser honesto ou lidar com o “quadrado”, as quatro energias da terra – terra, ar, fogo e água, e as quatro direções. Quatro paredes, quatro pernas ou quatro rodas representam uma base forte.
NOTA & MANTRA: A nota para esse chakra é “C” o mantra é “lam” ou “e” como em era. Entoar esses mantras na chave do “D” enquanto focalizando nossa atenção nessa área de nosso corpo pode nos capacitar a acessar mais conscientemente o primeiro chakra.
COR: A cor para este chakra é o vermelho, que é a frequência mais baixa do espectro de luz visível do humano. Vermelho é a cor da raiva e/ou vitalidade.
REGÊNCIAS: O primeiro chakra rege nossas energias FÍSICAS. Também conhecido como o chakra raiz, ele governa nosso vigor, hereditariedade, sobrevivência, segurança, paixão, dinheiro, trabalho e lar. Esse chakra nos ajuda em nossa sobrevivência diária.
SENTIDO: O olfato está relacionado a esse chakra. O olfato é o nosso sentido mais primitivo e é o primeiro sentido que desperta em nosso nascimento físico. Os receptores para o olfato estão localizados na base de nosso cérebro e alimenta diretamente o nosso sistema límbico, que é a área da memória e emoção. Portanto, aromas podem acessar imediatamente as memórias emocionais armazenadas em nosso inconsciente.
SIGNO ASTROLÓGICO: O signo astrológico associado com o chakra raiz é Touro. O símbolo para Touro é o touro. Como o nosso chakra raiz, o touro é um símbolo da força masculina e fertilidade. O touro raspa a terra com seus cascos dianteiros e abaixa suas narinas em direção ao solo para advertir qualquer um que poderia ameaçar sua “manada”. Há muitas vacas na manada, mas somente o touro mais forte será capaz de preserva a integridade genética do grupo.
O primeiro chakra realmente é a base tanto de nossa energia masculina como da feminina. Ele representa nosso desejo masculino e órgãos sexuais masculinos e também a energia feminina da Deusa Kundalini. Portanto, um homem pode aprender a integrar seu poder feminino e uma mulher pode aprender a integrar seu poder masculino através da liberação e abertura deste chakra.
ELEMENTO: Terra é o elemento associado com o primeiro chakra e o reino mineral é o topo dessa hierarquia. Os cristais são apreciados pela espécie humana por éons e também são usados na cura esotérica. Visto que ele governa nosso eu de primeira dimensão que é incapaz de refletir a seu respeito, as percepções de nosso chakra da raiz normalmente são inconscientes. Essa nossa parte de primeira dimensão somente pode estar ciente de uma “consciência do coletivo ou da espécie”.
Apesar de o primeiro chakra ter muitas qualidades masculinas ele também é a “sede da Deusa Kundalini” e, portanto, está normalmente associado ao nosso relacionamento com nossas mães e com a Mãe Terra. Nossos relacionamentos com a nossa mãe estabelecem nossa atitude em relação ao lar, segurança e dinheiro. Se estivermos afastados de nossas raízes, nós nos sentimos afastados da terra também.
CONSCIÊNCIA: O primeiro chakra rege nossa consciência de sobrevivência e representa o nosso eu mais inconsciente e mais primitivo. Esse chakra representa a parte reptiliana de nosso cérebro, que é nosso tronco encefálico, nosso centro para apoiar a vida. O tronco encefálico e a área imediatamente acima dele são chamados de cérebro reptiliano porque todas as criaturas desde répteis até humanos o possuem. Para os répteis esta área é o cérebro inteiro, mas para os humanos ela é a base ou haste do cérebro. Na verdade, parte dessa área é conhecida como o tronco encefálico.
LINHA TEMPORAL PESSOAL: O primeiro chakra representa o nascimento até a idade de dois anos. Esse é o tempo antes de termos concluído nosso processo de individualização e ainda nós nos percebemos como uma parte de nossos pais. Esse chakra representa nossa luta para aceitar nossa vida física e nosso corpo físico. Nossos Espíritos Multidimensionais são novos para as limitações e a separação de nossa nova realidade 3D, e nós nos esforçamos para aprender como controlar nosso vaso físico terreno. Felizmente nós viajamos naturalmente para as dimensões superiores nessa idade e podemos voltar ao Lar sempre que estamos desesperadamente necessitando de conforto e compreensão.
LINHA TEMPORAL SOCIAL: Antropologicamente o primeiro chakra representa o tempo quando a espécie humana habitava cavernas. Nessa época de nossa “civilização”, nós vivíamos dia após dia. Para assistir em nossa luta pela sobrevivência, nós venerávamos animais e outros aspectos de nosso ambiente físico.
GLÂNDULA ENDÓCRINA: Cada chakra introduz prana em uma glândula endócrina diferente. Tal como há sete chakras, há sete glândulas endócrinas. Tanto os chakras como as glândulas endócrinas estão localizados ao longo da medula espinhal.
As glândulas endócrinas produzem hormônios e os fornecem para a corrente sanguínea. Essas glândulas são chamadas de “sem dutos” porque não há um duto para qualquer parte específica do corpo. Os hormônios são liberados na corrente sanguínea onde eles são levados pelo sangue para todos os órgãos e tecidos para exercerem sua influência em todas as funções do corpo físico.
Cada glândula está internamente relacionada às outras glândulas e também trabalha em estreita cooperação com o sistema nervoso e circulatório. Para os órgãos funcionarem eficazmente, o sangue precisa conter certas químicas. Muitas dessas químicas são secretadas pelas glândulas endócrinas e essa secreção é vital para a saúde do sistema inteiro. Nossos corpos podem adoecer se houver hormônios a mais ou a menos.
A glândula endócrina para o primeiro chakra é a glândula suprarrenal. Na verdade há duas glândulas suprarrenais localizadas uma no alto de cada um dos dois rins. As glândulas suprarrenais são a chamada do corpo para a batalha. Quando a adrenalina é liberada no sistema as nossas percepções ficam mais claras, nós aumentamos nosso vigor e nos sentimos mais corajosos.
A liberação de adrenalina ativa a síndrome lutar/fugir, que nos prepara para “lutar ou fugir”. A liberação de adrenalina e a ativação do lutar/fugir se dão pelo perigo real ou imaginado. Portanto, nossas emoções podem ativar uma liberação de adrenalina quando nós sentimos um medo extremo ou até uma ansiedade crônica. O primeiro chakra é o “chakra da sobrevivência” e a síndrome lutar/fugir é vital para a sobrevivência de todas as espécies.
PLEXO NERVOSO: O primeiro chakra está localizado perto do plexo sacral. O plexo sacral é o centro nervoso que rege o esqueleto, pernas, pés, sistema de evacuação, órgãos masculinos de reprodução e a próstata. Se há um problema com a perna ou pé do lado direito, masculino do corpo, ele pode indicar questões de confiança na vontade. Se há um problema com a perna ou pé do lado esquerdo, feminino, então pode indicar questões com a confiança na vida emocional.
LIMPO: Quando o primeiro chakra está limpo, nós nos sentimos seguros, aterrados e estáveis. Nós podemos usar o “bom senso” para equilibrar nossas finanças e também as nossas responsabilidades diárias e ainda iniciar novas atividades e interesses. Nosso sistema de eliminação funciona bem, a atividade neural em nossas pernas e pés está saudável e nossa capacidade de iniciar encontros sexuais é confortável e natural. Nosso chakra raiz é a casa da Serpente Adormecida, nossa Kundalini. Quando este chakra está limpo e equilibrado a Deusa Kundalini Shakti pode despertar e começar sua elevação gradual para a reunião com o Lorde Shiva.
NÃO LIMPO: Quando o primeiro chakra não está limpo nós nos sentirmos inseguros e com medo. Nós também podemos ficar distraídos porque não estamos aterrados. Nós também podemos ter problemas com nossas finanças e com as necessidades do dia a dia. A segurança que obtemos de coisas materiais pode ficar ameaçada. Também pode haver problemas com nossa casa, que é a nossa base de operações na vida física. Nós podemos nos tornar autoindulgentes e egocêntricos e sofrer de depressão e tristeza. Podemos sofrer com problemas de hemorroidas, constipação, ciático e próstata.
Todas as questões físicas, emocionais e comportamentais acima têm a ver com a capacidade de deixar ir. Nós não podemos deixar ir a nossa tristeza, deixar ir as fontes materiais de conforto quando exigem as finanças, ou até deixar ir o resíduo de nossos corpos. Se nós não podemos liberar o que nos detém, nós não podemos avançar. As dificuldades com o nosso nervo ciático e problemas com nossas pernas e pés mostram essa dinâmica. Problemas da próstata podem surgir da energia sexual frustrada ou da energia criativa.
CHAKRAS DA TERRA: Tal como o primeiro chakra representa nosso corpo físico, o primeiro chakra da Terra representa o corpo físico dela. O primeiro chakra planetário está localizado no Monte Sinai no Oriente Médio. Lady Gaia está permitindo Sua Kundalini subir para encontrar seu Parceiro Divino. Agora é a HORA em que ouvimos Seu chamado. Assim, essa área do planeta é o centro de grandes distúrbios.
Eu sou tão antigo quanto uma montanha.
Eu sou tão sólido e paciente pois tenho sempre sobrevivido.
Eu aterro meu Espírito na Matéria do Planeta.
Eu sou um vórtice de transmutação!
Chakra Planetáio – Monte Sinai – Oriente Médio
DIMENSÕES: O primeiro chakra rege nossos eus de primeira e segunda dimensão. Nosso eu de primeira dimensão representa a codificação genética, células e minerais dos nossos corpos. Ele também representa o nosso “eu animal” mais primitivo, que é representado pela reação lutar/fugir que serve para garantir a sobrevivência da espécie.
O chakra raiz também rege as glândulas sexuais masculinas e a testosterona que elas segregam. Essa testosterona conduz o sexo masculino em nossa sociedade e a polaridade masculina de nossa psique para perpetuar e proteger a humanidade.
RESUMO: O corpo da Mãe Terra e Sua consciência, Lady Gaia, é o planeta tridimensional que sustenta nosso corpo físico. Tal como nosso corpo físico se comunica com a nossa consciência pelo estado de saúde, doença, conforto e desconforto, Lady Gaia se comunica conosco através da saúde de Seu planeta.
Nossa sociedade ocidental viajou tão longe em nossa individualidade tridimensional que nós perdemos de vista o fato de que somos membros de um todo maior. Nós esquecemos que somos membros de um planeta que todos nós devemos compartilhar. Esse esquecimento nos permitiu ignorar o fato de que nossos destinos individuais estão intrinsecamente atados ao destino da Mãe Terra que nos aloja e alimenta nosso eu físico.
Nossos corpos físicos e o corpo da Terra nos enviam mensagens através da primeira e da segunda dimensão. Se há perturbações ou doenças em nível genético e celular, se os elementos da terra que estão ao redor e dentro de nossos corpos estão perturbados, se os vegetais e animais estão começando a se extinguir numa taxa diária, há uma mensagem sendo enviada. Nós podemos dizer que ouvimos essas mensagens, mas se nosso comportamento não foi alterado, então nós não OUVIMOS.
Nós podemos negar ou ignorar nossos corpos e o corpo da Terra no qual nós vivemos, mas é difícil negar ou ignorar nosso comportamento. Nossas ações interagem com nosso ambiente e com outros para criar um espelho que nos força a olhar para nós mesmos. Nós podemos manter uma mentalidade de vítima, que nos permite permanecer na negação e mentira para conosco, mas nossas ações não mentem.
No mundo de hoje, muitas de nossas necessidades de sobrevivência são “conseguir o que queremos”. Nós precisamos aprender a reconhecer que nossas ações nos ditam o que nós verdadeiramente queremos, pois é o que nós encontramos tempo para “fazer”. Somente quando nós conseguirmos reconhecer as mensagens de nosso inconsciente, pois elas são mostradas pelo nosso comportamento, nós poderemos assumir total responsabilidade pelas nossas ações.
Entretanto, quanto tempo nós temos para aprender a ouvir as necessidades do nosso planeta e Suas gerações futuras? Nossa individualidade, que nós valorizamos tanto no Ocidente, nos custa a nossa capacidade de ver o quadro maior?
Quando nosso primeiro chakra está fechado, é difícil para o prana infundir em nosso corpo físico. Então nós perdemos o contato com nosso próprio poder de ouvir e responder às necessidades do nosso corpo e da casa de nosso corpo, a Terra.
Nossas ações então se tornam reações, e nossa capacidade de assumir a responsabilidade pelo nosso poder pessoal é diluída em uma luta deprimente pela sobrevivência. Entretanto, quando o primeiro chakra está desperto, o espírito vive na matéria e todo o nosso comportamento é dirigido pelo espírito, o espírito dentro de nossos corpos físicos e o espírito dentro da nossa Terra.
TRADUÇÃO DA MEDITAÇÃO
Observação: Onde surgir (?) é que não tenho certeza da tradução. Se alguém entender, por favor, envie para eu fazer a correção. Abraços.
MEDITAÇÃO – PRIMEIRO CHAKRA
Eu me amo incondicionalmente
Eu me amo incondicionalmente
Eu incondicionalmente me amo
Eu começo esse processo de me amar incondicionalmente com o meu primeiro chakra
E eu focalizo meu campo de energia na base da minha espinha
E sinto a Kundalini aplaudir (?) e fico tão feliz
Por saber que estou preparado para começar minha transmutação em meu verdadeiro Eu Corpo de Luz
Eu também ouço minha criança interior e todas as experiências que eu tive
Portanto, eu respiro profunda e longamente
E inspiro amor incondicional por mim
E expiro e envio esse amor incondicional para a minha criança
Para quaisquer traumas, experiências ou tempos felizes
Que ela tem tido dificuldade de responder (?) neste AGORA
Enquanto eu incondicionalmente me amo
A partir do meu chakra da raiz
Descendo por minhas pernas e saindo pelos meus pés
Eu envio essa energia para o núcleo de Gaia
Eu aterro o amor incondicional que eu tenho por mim no corpo de Gaia
Portanto, AGORA eu sou um com o corpo de Gaia
Minhas raízes para a minha forma física descem até o núcleo de Gaia
Ao sentir o núcleo de Gaia eu encontro esse núcleo de mim
Esse núcleo com que ?????? pelo nascimento
Eu sigo esse núcleo subindo do núcleo de Gaia
Subindo para o núcleo do meu corpo
E eu encontro aquele eu, aquele eu que talvez eu tenha perdido
Eu amo esse eu que eu sei que eu sou
E eu me perdoo incondicionalmente por ter perdido contato com esse eu
E eu incondicionalmente aceito esse que eu pus em primeiro plano
Porque eu tive que perder para encontrar profundamente meu Eu Núcleo
Aquele que eu tenho sido por inúmeras encarnações
Aquele que sou em minha forma tridimensional,
Minha forma tetradimensional, minha forma pentadimensional e assim por diante
Eu sinto esse Ser Núcleo como o meu eu
E eu amo meu Ser Núcleo incondicionalmente
E maravilhosamente o suficiente
Eu posso sentir meu Eu Núcleo interior me amando incondicionalmente em retorno
Que momento alegre
Quando circulo o amor incondicional do meu eu pelo meu eu e meu eu envia o amor incondicional de volta a mim
luz é fornecida (?) e quando envio amor incondicional ao meu eu novamente luz é fornecida (?)
cresce, cresce, cresce
Eu sinto minhas raízes
Eu lembro outras encarnações em Gaia e/ou em outras realidades planetárias,
Outras dimensões e em diferentes naves espaciais
Eu sou esse ser em todas essas realidades
Em todas as minhas realidades eu sou eu
Eu me amo, o eu que eu sou no meu núcleo
Eu estou ciente de que todos os dias e de todas as formas
Eu compartilho esse eu com todas as realidades com todas as minhas expirações
Eu sou um com Gaia
Eu sou um com a atmosfera
Eu sou um com toda vida
Abençoado seja eu, eu me amo incondicionalmente
E ao sentir esse amor incondicional subindo para o meu estado de ser
Eu sei que preciso compartilhá-lo
E vou começar por compartilhar meu amor incondicional com Gaia
E eu planto esse amor incondicional que está vivo dentro de mim no núcleo de Gaia
Para entrelaçar com todos os outros seres maravilhosos que estão se amando incondicionalmente e estão enviando esse amor incondicional para o núcleo de Gaia
E no núcleo de Gaia nós somos um
Nós somos uma Luz de Amor Incondicional
Abençoados sejamos nós e abençoada seja toda vida
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com