Meus amados, ainda que, cada flor tenha a sua beleza, o seu aroma, o seu perfume, o seu tempo… É preciso respeitar a hora de cada um.

Muitas vezes, vocês, nos seus relacionamentos, apressam as coisas. Querem mais das pessoas do que as pessoas podem dar. Exigem mais de si mesmos, mais do que aquilo que estão capacitados a oferecer. E com isso, acontecem os profundos desencontros: os momentos de dor, de sonho, e de natural desencontro e de decepções.

Não se sintam tão presos às emoções. Há uma sabedoria em olhar para si mesmo e se distanciar dos próprios sonhos. Você pode ter sonhos, é da Natureza Humana: sonhar, planejar, criar, conceber, buscar.

Mas, é da Natureza Divina: olhar, observar, entender que as coisas passam. E entender que você é muito maior que o seu sonho. Você é muito maior do que as coisas que você deseja ter, viver, realizar e resolver nesta encarnação. Você é um Ser Divino. Você é um Ser maior do que você – concebe – ser.

É preciso respeitar os ciclos, o tempo, a beleza e a força de cada um. Quando vocês estão conectados demais com os seus sonhos, com os seus desejos; vocês baixam a sua frequência vibratória.

E com isso, vocês fecham as portas do Divino. Porque o Divino está em vocês e ensina vocês, tanto no momento de sofrimento, quanto no momento de realização. O Divino ensina vocês nas horas boas e nas horas ruins. Não se prendam, se soltem.

Alguns sonhos, nesta vida, irão se realizar. E outros não. E para o seu Eu Divino isso não é importante. Porque, o seu Eu Divino, sabe que outros sonhos podem vir, que outros ventos podem carregar vocês… Que novos amores podem preencher o seu coração… Que novas oportunidades profissionais estão à disposição daquele que busca, daquele que se abre, daquele que permite.

Meus amados, não transformem sonhos ideais em pesadelos. Não alimentem o tormento de hoje, como se ele fosse um tormento eterno. Não há eternidade na dor. Não há eternidade em nenhum tipo de sofrimento. Você é um Ser de Luz. E essa luz, deve ser alimentada.

Nesse momento, imagine você a sua frente. Façam o exercício de ver a si mesmo. E veja a sua luz – você – como você é lindo, perfeito, inteligente, forte. Arrume o seu rosto, arrume a sua face, arrume a sua postura. E saia da identificação com os poderes inferiores.

Não se identifique com a vítima – com o sofredor – com aquele que não tem vitória, com aquele que não tem alegria. Ao contrário, se identifique com a Luz. E respeite os seus momentos. Da mesma forma que você respeita os momentos das pessoas, da vida.

Algumas flores, florescem pela manhã… Outras ao longo do dia, outras apenas a noite. Algumas flores passam um mês enfeitando uma árvore. Outras, são rápidas, fugitivas como um sopro. Cada um na sua beleza, cada um no seu tempo, cada um na sua verdade.

A serviço da Fraternidade Branca, da Chama Rosa, Eu Sou Mestra Rowena, e abençoo vocês.

A minha ciência é o Amor. A minha palavra é, a vocês, o reconhecimento da sua divindade. Eu reconheço a sua divindade. E, eu venho ajudar do meu jeito, da minha forma, para que cada um reconheça a sua Luz – a sua Individualidade, a sua Beleza, a sua Sabedoria, o seu jeito de ser e de viver.

Façam essa conexão com o amor. Aquele amor que oferece tempo. Aquele amor que oferece paciência. Aquele amor que oferece paz. Aquele amor que oferece toda a abertura que você precisa para ser mais leve e mais feliz.

Em nome desse amor e das flores, eu ofereço a minha bênção a vocês. Sigam na luz. Sigam em paz.

Continuem nos próximos dias, na conexão desse exercício. Você está frente a frente com você. Esse diálogo entre o seu Ser mais consciente e o seu Ser de Luz total. Façam esse exercício de aproximação, de conexão.

Esse é o meu presente a vocês, um presente de Paz e de Amor.

Recebam.

Canal: Maria Silvia P. Orlovas

Fonte: http://mariasilviaporlovas.blogspot.com.br/

http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2016/02/mestra-rowena-hora-das-flores-17022016.html