Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos. – Gabriel RL


Saudações, Família!

Vocês estão imersos em um grande salão de reconhecimentos. Salão que está mostrando-lhes quem realmente são e o que ainda precisa ser curado e iluminado em vocês. Foi, sem dúvida, uma longa viagem até aqui, até este ponto que, como eu venho dizendo nos últimos meses, vocês estão realmente passando por uma grande transformação. Alguns de vocês, dentro desse salão de reconhecimento, estão, realmente, impressionados com o que ainda precisava ser curado. E isso, minha amada família, não deve ser motivo de tristezas ou desapontamentos com vocês mesmos. Deve ser motivo de alegria, pois se vocês chegaram até aqui é, simplesmente, porque já são vitoriosos.

Neste salão, vocês terão a oportunidade de se olharem encarando seus próprios medos, angústias e sombras ainda ocultas, que precisam, realmente, ser curadas nesta fase que, devido ao imenso progresso que o seu planeta tem feito rumo à Ascensão, exige que olhem para si mesmos e se reconheçam como são, sua Luz Inata. O que não pertence a vocês, definitivamente, precisa ser curado. Toda essa aceleração necessária é devido às suas próprias escolhas de avançarem o quanto antes e seguirem com Gaia no seu processo de Ascensão. É possível dizer que é um salão de espelhos, onde poderão se ver naquilo que diriam ser suas faces: algumas partes mais sombrias que vocês assumiram como suas, ao longo das suas muitas encarnações. Aquelas que estiveram mais desconectadas da sua essência mais pura. Outras mais puras, aquelas que vocês assumiram quando estiveram em maior conexão com a sua essência. Entendam que não é um tribunal onde serão julgados por todas as suas experiências, mas uma oportunidade para verem o jogo de dualidade o qual decidiram experimentar. E, nessa fase de espelhos, saberão, internamente, quem realmente vocês são: aqueles que assumem as faces mais doces e amorosas, pois essas são as suas verdadeiras faces. As outras são faces que lhes serviram, justamente, para que pudessem experimentar a dualidade e passassem a valorizar ainda mais a sua Luz e conexão com sua essência mais pura.

Nunca há julgamentos, queridos, de nenhuma maneira. Alguns de vocês podem temer olhar para suas faces mais sombrias, mas é isso que não queremos. Desejamos que vocês as encarem de uma forma amorosa, assumindo, definitivamente, a sua face doce de Amor e Luz, que é sua Natureza Original. Muitos de vocês têm extrema dificuldade de assumirem essas faces que lhes serviram para experimentar a dualidade, negando-as, severamente, e essa não é a minha proposta, nem de nenhum outro irmão que deseje manifestar-se para orientá-los. O salão de espelhos é, justamente, para que olhem para todas elas e, a partir desse ponto, assumam as suas Faces Originais de Amor e Doçura. Automaticamente, as outras faces serão envolvidas no olhar misericordioso de, simplesmente, vocês terem se reconhecido como realmente SÃO.

Muitos imaginam que as trevas precisam ser combatidas e destruídas. Na verdade, as trevas precisam ser envolvidas com Amor e Luz. Quando vocês assumem esse Amor e Luz em si mesmos, honrando as trevas que lhes serviram para um longo jogo de experiências, elas simplesmente desaparecem, porque não precisam mais servir ao propósito de dualidade, já que vocês se reconheceram como UNIDADE no Amor, Luz e Misericórdia. Entendem? Quando a Luz Avança, ela não esmaga as trevas; ela clareia onde há escuridão. E quem são aqueles que estão imersos na escuridão? São aqueles que, no momento, estão escolhendo usar as faces mais sombrias. Quando a Luz Avança, naturalmente é colocado um grande espelho na frente de todos aqueles que usam as faces sombrias e eles são “forçados” a encararem a si mesmos. Eles, que por tanto tempo estiveram imersos nas sombras, veem novamente a Luz, e ainda que, a princípio neguem, eles a veem. Muitas vezes, entram em profunda tristeza e negação, mas custe o que custar, eles se reconhecerão, pois a natureza de todo ser é Luz, e a ilusão das sombras não pode sustentar-se eternamente. Nunca poderá; não é a natureza dela. A Natureza da escuridão é servir a um pequeno propósito dual. E quando esse propósito não faz mais sentido, naturalmente, ele se desfaz. E quando ele deixa de fazer sentido? Quando o ser se reconhece como um ser UNIFICADO À FONTE. Então, toda escuridão deixa de existir.

Queridos, saibam que todos aqueles que vocês mais consideram perversos, são Seres de Luz, em sua essência. Assim como vocês mesmos o são. Por isso, estar em um salão de reconhecimentos, ou salão de espelhos, que é o mesmo, é para ser motivo de grande alegria para vocês, simplesmente pelo fato de que a dualidade está sendo encerrada para vocês. É como se fosse a última porta que vocês precisam atravessar. Deixar para trás todas as faces mais pesadas que apenas serviram por um breve momento e, desconectando-se delas, amorosamente, através de reconhecerem com simplicidade a sua Face Original. A dualidade está se encerrando para vocês, meus queridos, e isso deve ser motivo de festa! Foi um longo caminho até aqui. Reconheçam sua mestria em meio a tudo isso!

Nesses tempos, queridos, alguns estarão tão imersos nesse salão de reconhecimento que poderão confundir-se muito. Apesar de terem passado a maior parte dos seus momentos conectados com a sua essência, poderão, quando entrarem no salão, confundirem-se quando se depararem com suas outras faces mais sombrias. A atração que elas exercem, (as faces sombrias), naturalmente, por serem o que são, é grande. E é justamente para que vocês mostrem o quão resistentes estão, para não mais voltarem a usá-las. Elas são as faces que reinaram por muitos éons no seu mundo e, naturalmente, tentarão resistir o quanto puderem. Se vocês não resistirem a elas, não se punam nem pensem que falharam, mas, mais uma vez, reconheçam a sua grandeza e mestria, e sempre terão uma nova oportunidade.

Alguns, bem,… agora estão escolhendo novamente a velha estrada, escolhendo usarem as velhas faces, e eles serão respeitados. Em um outro momento retornarão ao salão para se depararem, novamente, com todas as faces. Outros estão escolhendo permanecer onde estão, numa posição mais neutra, nem desejando conectarem-se com sua Face Divinal, nem com a outra. Naturalmente, serão respeitadas as suas escolhas de continuarem experimentando o que estão experimentando. E o que estão experimentando em uma realidade compatível será respeitado. Outros estão, definitivamente, reconhecendo a sua Face Divinal, a sua Essência Original e deixando ir, amorosamente, as outras faces mais densificadas. Precisam, estes que estão escolhendo a Essência Original, estarem cientes de que aqueles que estão escolhendo as velhas faces da velha estrada tentarão seduzi-los, atormentá-los e trazê-los para o mesmo estágio que eles. Certamente, os que estão em UNIDADE não serão abalados e nem terão dúvidas dos caminhos que escolheram. E mais, honrarão as escolhas de qualquer um e respeitarão todas as faces que se apresentem a eles, sejam de pessoas encarnadas, desencarnadas ou entidades do exterior do seu planeta. Estas, devido a algumas estarem presas à quarentena e não poderem sair, ainda conseguem exercer influências negativadas, por ainda estarem usando suas faces mais sombrias e exercem suas influências naqueles que estão compatíveis com suas ideias.

Queridos, a Lei da Atração está mais intensa agora do que nunca, já que toda energia do cosmos está muito mais ativa, devido à transformação e elevação de vibração, neste momento. Se vocês conectarem-se com o positivo, terão muito mais apoio agora do que nunca; se conectarem-se com as frequências mais baixas, se afinarão novamente com as velhas faces, a velha estrada e, certamente, também terão um “puxão”, mas para que se mantenham aí.

Enquanto a dualidade está sendo finalizada para vocês, as forças que regeram o seu planeta por tanto tempo, a velha energia, caos, medo, dor, ódio tentarão se agarrar em alguém que lhes dê algum crédito. E toda essa velha energia está registrada nas velhas faces que foram usadas como experiências. Mas lembrem-se, novamente, vocês não precisam mais usá-las; elas já serviram ao seu propósito. No entanto, aqueles que não considerarem assim, novamente dizemos, serão respeitados.

O fim da dualidade, naturalmente, tem conectado vocês com vocês mesmos, ou com aquilo que vocês querem ser. O fim da dualidade tem dado uma escolha, uma oportunidade de se verem como nunca se viram. Para alguns, como disse, pode ser doloroso, para outros, revoltante, para outros, extasiante, para outros, ainda, uma oportunidade de dizer “não” ao EU Divinal e permanecerem mais um tempo nessas experiências duais, que, naturalmente, sabem que não terão mais em Shan (Terra). Queridos, entendem as “tempestades” dos últimos tempos, principalmente com vocês, Trabalhadores da Luz e Guerreiros da Luz? Tudo começa por vocês. De todas as forças que são enviadas ao planeta, saibam, vocês são aqueles receptores primários. Quem entrou primeiro no salão de reconhecimento? Sim!… Vocês!… Entendem agora toda a movimentação dos últimos tempos? Escolhas precisam ser tomadas; posições precisam ser assumidas. Queridos, é tempo do cair das máscaras! É tempo! É o momento de todos mostrarem com que face realmente estão. A Luz ilumina e mostra. O Salão de espelhos está presente, especialmente, para mostrar com o quê vocês estão mais afinados interiormente. Está para mostrar as suas fraquezas e forças. O Salão de espelhos está também para mostrar A VERDADE. A VERDADE de quem realmente vocês são, ou a verdade de quem realmente vocês querem ser.

Queridos, vocês nunca serão forçados a escolherem a Luz, mas a Luz “É”, e isso não pode ser negado por muito tempo. Você pode escolher negá-la, quando se permite seduzir pelas faces da velha energia, mas a Luz é paciente; ela espera. Vocês têm todo tempo para experimentar o que desejarem. Vocês têm a eternidade. A Luz é semelhante a um velho senhor sorridente, sábio, sentado em um banco simples, em uma casa simples, no meio do mato. Ele diz àquele que ainda está sob uma programação da velha estrada: “Querido, sente-se! Você está muito agitado! Acalma-te, está tudo bem!” – Ao que a velha face lhe diz: “Não! Tem algo errado. Aquela árvore não é para estar ali. Aquela outra também não. Nem aquela outra. Preciso cortar!” – E permanece nesse ciclo exaustivo de tentar cortar e cortar árvores ao ponto de cair exausto no chão. E, cansado, depois de um longo tempo, senta-se no colo do velho senhor, abraça-o, e diz: “Não sei por que demorei tanto! O Senhor sempre disse que essas árvores não deviam ser cortadas. Elas são ‘incortáveis’”. E o velho diz: “Você precisava ver por si mesmo isso.” A velha face diz: “Por que o Senhor não me impediu?”. O Senhor esclareceu: “Filho, você não teria aprendido, se não tivesse experimentado. A minha função não é impedi-lo; minha função é mostrar quem você é; eu mostro quem você é, deixando-o experimentar o que você quer experimentar… custasse o que custasse, eu estaria aqui esperando você terminar”.

Queridos, onde vocês estão agora? O que vocês querem para vocês? Vocês, da realidade 1? 2? 3? Eu gostaria de lembrá-los de que esta minha mensagem está sendo entregue em 3 realidades, simultaneamente…

Eu sempre estarei aqui, ou aí, ou lá. Eu estou onde vocês me colocarem. Espero que estas verdades toquem seus corações. É o que queremos. Que vocês se reconheçam. Aproveitem o salão. É uma grande oportunidade.

E assim é.

Bênçãos!

Seu irmão,

Ashtar.

Gabriel: Muito grato, amado Ashtar.

Revisão de texto: Marilene P. Costa  e Solange Yabushita

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/07/ashtar-o-salao-de-espelhos-paciencia-da.html

Anúncios