Tag Archive: estruturas


Os Pleiadianos informaram que protocolos para a criação de novas estruturas foram liberados e isso acarretará em mudanças significativas, tais como: países com regimes extremamente burocráticos para receber pessoas de outros países começarão a suavizar até que, finalmente, a burocracia, neste sentido, deixará de existir. Eles dizem que governos de outros países, também burocráticos, começarão a seguir estes exemplos, e logo as fronteiras não mais existirão.

Informam também que uma grande frota está sendo dirigida para a Amazônia Brasileira, a fim de garantir que as energias ali presentes sejam preservadas. Neste ponto, os Pleiadianos solicitam que, tantas pessoas quanto possível, estejam enviando suas energias amorosas para a região amazônica, a fim de ajudar na sustentação da força maior ali presente. Eles lembram que a humanidade é dotada de livre arbítrio e que somos seres de pensamentos extremamente poderosos e que devemos evitar pensamentos de revolta e medo, focando no que realmente desejamos: Amor, Luz, Paz, Harmonia, Generosidade, União… para que assim tudo isso se manifeste, de acordo.

Informam que houve uma grande tentativa de desmantelar a força chamada de “Junção Magnética” que tem garantido, juntamente com os afins, a sustentação de uma força no lugar chamado de Ilha Magnética (vide Glossário do P1: http://www.sementesdasestrelas.com.br/p/ilha-k-koreia-do-no…) e que, felizmente, a força interior daqueles envolvidos têm assegurado a inviolabilidade dessa força.

Por fim, reforçam que NÃO HAVERÁ uma terceira guerra nuclear, pois certas bombas detonadas não passam de “Jogo de Marketing” sendo ameaças inúteis, já que Ashtar tem assegurado a inviolabilidade do coração de Gaia.

Amor e Bênçãos,

Gabriel RL

Anúncios

 

Amados,

Os ventos da mudança estão sobre os habitantes da Terra. As reformas arrebatadoras, no que tange às estruturas existentes dos velhos paradigmas, começaram de fato, seriamente. A derrocada e a decadência deles estão evidentes, por toda parte e as pessoas estão sentindo os efeitos da falência dos sistemas dos velhos paradigmas que estavam atuando. É tempo de intensa auto avaliação no interior de cada coração humano. As pessoas estão fazendo perguntas relativas às questões importantes à medida que elas se interiorizam. Elas querem saber qual o propósito de suas vidas, por que elas estão aqui na Terra, e o que elas precisam saber no sentido de encontrarem uma base e pontos de apoio seguros.

É um tempo difícil para aqueles que estão despertando e são necessárias extrema generosidade e paciência por aqueles que estão despertos e conscientes. Nós temos dito muitas vezes antes, à medida que aumentam mais ainda, os níveis da Luz vindos dos filtros cósmicos em direção à atmosfera da Terra,  que os velhos caminhos de se fazer as coisas que não forem da mais elevada integridade: Não irão mais ser suportados. Isto está acontecendo agora, e vocês precisam ficar atentos com consciência a isto se vocês ainda não estiverem prontos, para que possam manter-se em equilíbrio e paz interior. Isto irá demandar concentração determinada e esforços para resistirem aos apelos das velhas energias que são prevalentes por toda a parte durante estes  tempos. À medida que vocês fizerem estes esforços quando isto acontecer, isto irá ajudar a dissipar os efeitos na consciência coletiva da humanidade.

Permitam-se nutrir os seus quatro sistemas de corpos (físico, mental, emocional e espiritual) com o que eles requererem quando isto se tornar evidente para vocês. A sua alma escolheu este final de ciclo, de modo que ela possa experimentar todas as miríades de sinais, sons, gostos, sentimentos e sensações deste momentum da chegada desta Nova Realidade da Terra e para os seus habitantes. O velho e o novo ainda se misturam, mas, isto está mudando rapidamente, à medida que o velho desmorona nos reinos empoeirados do mito, e o novo paradigma se sustenta firme através deste trabalho que vocês fazem diariamente. À medida que vocês recriam o mundo por sustentarem com firmeza a visualização daquilo que pode ser manifestado, aí então, ela começa a acontecer e criar raízes atualmente. Sintam com antecipação e excitamento estes tempos, existe finalmente um movimento acontecendo! O seu mundo se torna aquele lugar no mundo melhor que vocês sempre anteviram, e vocês irão ver isto acontecer, mais e mais, e com mais frequência.

Os reinos escondidos estão fazendo com que a sua presença seja conhecida de forma maior, e isto esta sendo registrado por muitas pessoas em todas as esferas de vida e do meio ambiente. Esta é a verdade – Esta é a nova e iluminada realidade que esteve escondida no plano visível e que apenas aqueles que têm olhos para ver e ouvidos para ouvir estavam sabendo.

Estas pessoas estão agora emponderadas para compartilharem a presença deles com a humanidade e a sua presença se tornando maior, trazendo elementos de alegria, maravilhas e magia para a nova realidade da Terra. A Terra em sua glória completa está sendo restaurada,  no que tange a sua magnificência original e vocês, Meus Queridos, estão atuando nisto!

Celebrem este contato renovado com estes seres maravilhosos e tentem escutá-los e comunicar-se com eles.

Tudo que vocês sonharam, à medida que vocês fizeram esforços extremos para virem a este planeta, durante estes tempos, e todos os esforços dispendidos para manterem a sua Luz, a visão elevada e integridade está esperando para lhes dar graças com sua total e plena e maravilhosa manifestação desta realidade.

A Paz IRÁ finalmente chegar, acreditem nisto com todo o seu coração e permitam que isto seja desvelado no tempo divino. Vocês são muito, muito amados e profundamente honrados pelo papel que vocês estão atuando.

Até a semana que vem…

EU SOU Hilarion


The Hilarion Connection©, Book One available here 

Join The Hilarion Connection© Facebook Group here

Canal: Marlene Swetlishoff / Tsu-tana (Soo-tam-ah) 

Fonte: Rainbowscribe / Moving into Luminosity

Tradução: Helena Renner (helenarenner1@gmail.com) 

Traduções em áudio de Helena Renner no youtube Aqui

Veja mais mensagens do Mestre Hilarion Aqui

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/09/mestre-hilarion-os-reinos-escondidos.html

CHAKRAS ALFA E ÔMEGA
A maioria dos estudantes sabe da existência dos chakras. O que maioria não sabe, é que cada ser humano tem um total de quatorze chakras principais que existem em muitas dimensões simultaneamente – sete no corpo físico, sete fora do corpo – e mais os ”chakras” Alfa e Ômega. A maioria dos estudantes, vê ou sente os chakras como fontes que vibram e irradiam energia, mas os chakras também têm uma estrutura interna de seis dimensões.

Sob o domínio do jogo kármico, a estrutura dos sete chakras do corpo foi deliberadamente restrita para que eles pudessem apenas conduzir energia do plano astral. Eles foram ”bloqueados”. Com essa estrutura limitada, o chakra assumiu a aparência de dois cones. Um dos cones abre-se para a frente do corpo e o outro abre-se para trás. No lugar em que suas pontas se tocam no centro do corpo, ele é ”bloqueado” para que permaneça dessa forma. Essa parte central mais estreita tende a ser obstruída por ”entulhos” mentais e emocionais, que fazem com que os cones girem mais lentamente ou parem totalmente de girar. Isso faz com que o sistema dos meridianos fique desprovido de energia, podendo causar doença ou morte. Essa estrutura dos chakras pode fazer com que a energia circule apenas da frente para trás e de trás para a frente, sem conseguir captar as freqüências das dimensões superiores.
Quando o processo do Corpo de Luz é ativado, os ”bloqueios” nos pontos centrais são eliminados. A estrutura do chakra abre-se gradativamente a partir do centro até ele se tornar esférico. Isso faz com que o chakra irradie energia em todas as direções e comece a transmitir freqüências das dimensões superiores. O corpo libera o material kármico acumulado e a forma esférica impede que ele volte a se acumular. As esferas continuam aumentando de tamanho até que todos os chakras se fundam em um único campo energético. Cada um dos chakras superiores (os chakras que estão fora do corpo) tem um padrão diferente de estrutura geométrica, que é apropriada para transmitir as freqüências específicas da dimensão ou Mente Suprema associada ao chakra. O oitavo e o décimo primeiro chakras contêm também vasos cristalinos de formato achatado, pelo quais passam as linhas axiotonais galácticas. Esses vasos são usados pela Mente Suprema para modular as influências astrais sobre o corpo físico da pessoa quando seus meridianos axiotonais forem reconectados. A Mente Suprema calibra novamente as linhas axiotonais e o sistema circulatório axial através do oitavo chakra. Por isso , esse chakra actua como ”chave de controle” durante a mutação dos sistemas do corpo e a fusão dos corpos energéticos.

Até recentemente, os ”chakras’ Alfa e Ômega estiveram atrofiados no corpo humano. Mesmo sendo centros energéticos, os ”chakras” Alfa e Ômega têm características e funções totalmente diferentes dos outros chakras. Eles são reguladores altamente sensíveis das ondas elétricas, magnéticas e gravitacionais, e também servem de âncora para a qualidade etérica da sétima dimensão.
O ”chakra” Alfa situa-se de quinze a vinte centímetros acima e cinco centímetros à frente do centro da cabeça. Ele liga a pessoa ao corpo de Luz imortal na quinta dimensão. O ”chakra” Ômega encontra-se cerca de vinte centímetros abaixo da parte inferior da coluna e liga a pessoa ao planeta como um holograma, bem como com toda a rede holográfica de encarnações. Diferentemente da matriz kármica de quatro dimensões, esse é um tipo de ligação inteiramente não – kármico. O oitavo chakra encontra-se de dezessete a vinte e três centímetros acima do centro da cabeça, acima do ”chakra” Alfa. Há uma coluna de Luz, de cerca de dez centímetros de diâmetro, que desce do oitavo chakra através do centro do corpo e dos chakras corporificados, até cerca de vinte centímetros abaixo dos pés. Essa coluna abriga um túnel de Luz, de cerca de dois centímetros de diâmetro, que desce exatamente pelo centro, percorrendo toda a extensão da coluna.

Quando os ”chakras” Alfa e Ômega estão abertos e funcionando devidamente, a pessoa sente algo conhecido como Ondas de Metraton percorrendo a coluna de Luz internamente. Essas ondas magnéticas, elétricas e gravitacionais oscilam de um lado para o outro entre os ”chakras” Alfa e Ômega que regulam a amplitude e a frequência das ondas. Essas ondas estimulam e mantêm o fluxo de energia vital prânica através do túnel menor de Luz. As Ondas de Metraton também ajudam a adaptar a mutação do corpo físico ao modelo preexistente do corpo de Luz imortal.

Quando os chakras do corpo restabelecem sua estrutura esférica, formam-se redes que conectam os chakras directamente aos pontos giratórios da superfície da pele, ligando-as diretamente aos novos sistemas axiotonais e axiais. Ao ligar as redes com as linhas axiotonais, os chakras entram em contacto com redes de ressonância universal e com movimentos ondulatórios de níveis superiores de evolução. Isso possibilita que os chakras, bem como os corpos emocional, mental e espiritual fundam-se num único campo energético. Esse campo unificado recebe então os corpos da Mente Suprema e entra em sincronia com as ondas e pulsações do universo. Esse sistema totalmente novo transmite, então , essas ondas e pulsações, por meio dos pontos giratórios, para o sistema circulatório axial para regular as pulsações e fluxos dos fluidos do corpo.

Durante o jogo kármico, como a pessoa está separada do Espírito, vivendo em estado de limitação e alienada de seu corpo físico, isso normalmente significa que ela não se encontra em seu corpo. E se ela não está em seu corpo, não pode ativar o chakra do coração. Como ela não pode ativar o chakra do coração, os chakras predominantes são o chakra da base, o chakra da alma e o chakra do plexo solar. Todas as atitudes da pessoa são um resultado do medo instintivo, do padrão karmico, do poder, da luxúria, da cobiça ou de puras relações de poder centradas no ego. A pessoa, portanto, não conseguirá ter nenhuma atitude mais elevada enquanto não estiver inteiramente no corpo. E, obviamente, os chakras superiores que estão fora do corpo não serão de maneira alguma ativados.

Eu Sou vosso servidor da Luz;

Arcanjo Ariel

Estamos muito agradecidos a Ariel e a Kwan Yin por terem dado ao planeta a informação sobre o Chakra Unificado. Trabalhar com Chakra Unificado é o que de mais vital podes fazer, pois esta técnica reflete conscientemente uma alteração recente na forma como a espécie humana faz funcionar os seus corpos energéticos.

Tradicionalmente, os chakras tinham forma cônica e estavam localizados em sete pontos do campo do corpo físico; eram os meios através dos quais os vários campos humanos trocavam energia. No entanto, os chakras estão a deixar de ser cones separados para se tornarem num Chakra Unificado, localizado no coração. Isto é fundamental porque permite o alinhamento dos corpos físico, emocional, mental e espiritual, e a harmonização das suas energias.

Quando a espécie humana, enquanto ESPÍRITO, estava ainda na fase de densificação energética e a criar o sistema principal de chakras, levantou uma barreira de energia para separar o coração – o quarto chakra – dos outros centros energéticos. Isto era necessário para assegurar que o jogo do karma funcionasse eficientemente. Desta forma, os três chakras inferiores poderiam atuar como rodas soltas, dado que o efeito moderador do chakra do coração sobre eles se tornara mínimo ou nulo. Desta forma, o chakra do coração não interferia na interação entre os campos da energia básica. Como resultado, as principais respostas às situações da vida estavam fadadas, necessariamente, ao desequilíbrio e à desarmonia:

o sexto chakra fornecia respostas intelectuais,
o quinto chakra proporcionava formas de comunicação vazias e cheias de julgamento,
(o quarto chakra, por princípio, não interferia),
o terceiro chakra incentivava as respostas do eu-ego baseadas no poder,
o segundo chakra induzia impulsos sexuais descompassados,
o primeiro chakra convidava a um comportamento baseado na sobrevivência e no medo.

Evidentemente, estas respostas eram perfeitas para gerar karma, dado que as soluções mais equilibradas do quarto chakra, baseadas no amor e na compaixão, estavam inacessíveis.
Agora, porém, ao trabalhares com o Chakra Unificado, reúnes os chakras mais elevados (acima da cabeça) com os sete «tradicionais», conseguindo que todos passem a funcionar de acordo com a frequência da energia que flui através do chakra do coração. Isto também significa que os três campos mais densos podem ser alinhados, trocar energia e ressoar entre si, tendo oamor como a componente principal dessas interações.

Expandindo o Chakra Unificado para fora do corpo físico senti-lo-ás como uma onda estacionária carnal; expandindo-o para dentro, senti-lo-ás como um complexo campo de energia onde só uma parte é visível. Os campos emocional e mental também são energia, evidentemente, embora menos visíveis para a maioria das pessoas.

Assim, finalmente, todos os três campos se podem alinhar num só campo unificado porque encontraram uma gama de frequências do amor – a qual todos podem absorver. Desta forma, o Chakra Unificado elimina completamente o processamento emocional a que estás tão habituado, permitindo um alinhamento rápido e fácil dos corpos e a unificação dos campos de energia.
Outra grande vantagem da utilização do Chakra Unificado é que poderás trazer muito mais energia para o teu campo unificado. Estavas acostumado a usar os sete chakras separados para canalizar e absorver energia para o interior dos campos, também separados; digamos que, de alguma forma, davas um aspecto intelectual ou de poder à energia assim canalizada. Agora, porém, poderás integrar um espectro energético muito mais amplo, especialmente o que é fundamentado no amor, cuja frequência é mais elevada.

Quando canalizavas ou realizavas trabalhos de autocura, talvez tenhas ouvido zumbidos sempre que a energia deparava com pontos de resistência nos teus campos. Não voltarás a sentir isso, porque os campos e os chakras unificados deixarão de oferecer resistência à energia.
Isto também significa que irás atuar com propriedade em todas as circunstâncias, uma vez que, automática e naturalmente, serás capaz de mobilizar a quantidade exata de, digamos, amor e energia sexual, amor e energia de poder, etc., necessária a cada situação.
Com um Chakra Unificado já não precisarás de te preocupar se estás a ser ou a fazer o que é mais apropriado; saberás que sim!

Finalmente – e isto é o mais importante – o Chakra Unificado permite que vás incorporando, gradualmente, o teu eu-espírito, pois o campo mental deixará de filtrar a energia do amor e os campos emocionais deixarão de opor resistência à tua mais elevada sabedoria. O Chakra Unificado proverá tudo o que necessitas e fará com que isso chegue ao interior do campo unificado, no momento e nas proporções exatas.

O TRABALHO COM O CHAKRA UNIFICADO
Basicamente, o processo implica estar numa posição cômoda e descansada, respirando profundamente, absorvendo Luz para dentro do chakra do coração. Em cada expiração, visualiza o chakra do coração a expandir-se em todas as direções, como se fosse uma esfera. À medida que inspiras e expiras, expande-o por forma a que vá abarcando, sucessivamente, os pares de chakras:

o terceiro com o quinto,
o segundo com o sexto,
o primeiro com o sétimo,
o ômega com o alfa,
o oitavo com os joelhos,
o nono com os tornozelos,
o décimo com os pés.

Os chakras alfa e ômega têm estado latentes até agora, mas acabam de ser reativados. O chakra ômega, a cerca de 24 cm abaixo da base da coluna vertebral, liga-te à consciência planetária. Assim, a ligação à terra que realizavas através do chakra raiz, deve passar a ser feita, através do chakra ômega; por sua vez, o chakra alfa, a cerca de 24 cm acima da cabeça, favorece o contacto com o teu Corpo de Luz da 5ª dimensão. Assim, o teu Chakra Unificado passará a ser uma esfera de luz dourada, de 6 a 15 metros de diâmetro, a qual será o centro do teu campo unificado que poderá vir a atingir vários quilometros de diâmetro.

Dado que o campo espiritual coexiste com este campo unificado, o passo seguinte é pedires ao nível apropriado do teu eu-espírito que funda a sua energia com a do campo unificado, a partir do chakra do coração.

Depois disto, podes continuar e experimentar-te a ti mesmo como um ser verdadeiramente multidimensional, expandindo a esfera do Chakra Unificado até que ele abranja:

o chakra onze – o nível da tua alma grupal,
o chakra doze – o nível crístico e do teu eu-espírito,
o chakra treze – a presença do EU SOU,
o chakra catorze – a Fonte.

O Chakra Unificado evita o tradicional sistema de chakras separados que lidava com a energia selectivamente. Aqui, quando recebias energias de ira ou poder do exterior, respondias inconscientemente, por exemplo, com o primeiro chakra (medo) ou com o terceiro (contraposição de poder), isto é, ou desatavas a fugir ou fortificavas-te para defender o teu território!
Agora, porém, com o Chakra Unificado, surge um padrão completamente novo: responderás com o teu ser completo, incluindo o ESPÍRITO, de tal forma que poderás agregar uma poderosa dose de amor ao teu espectro energético. Ao nível do eu-ego, podes continuar a fazer como fazias antes; só que, agora, os campos das outras pessoas passarão a receber de ti energia de amor… embora, no início, isso as possa deixar um pouco confundidas por não estarem habituadas!
Portanto, como dispões da energia de amor nos teus campos, continuarás a sentir a calidez dela dentro de ti… mesmo se alguém te «atacar»! Em algum momento desse episódio, ou tu ou o «atacante», ou ambos, começarão a sorrir e, de repente, a tensão desaparecerá.
É por isso que o Chakra Unificado é a panaceia perfeita para tudo o que te apoquenta.
Recomenda-se a unificação dos chakras várias vezes ao dia. Com um pouco de prática, serás capaz de decretar para ti mesmo:«unifiquem-se!» e, instantaneamente, converterás todos os chakras em um só, uni-ficado.

E que tal se usares este «remédio» com fins construtivos, em vez de para destruir?
Apesar da energia do ESPÍRITO ser de alta frequência, ela gera ondas estacionárias cujas frequências –as sub-harmónicas dela mesma – «empatizam» perfeitamente com as bandas de frequência dos teus campos físico, emocional e mental. Quando trabalhavas com o sistema de chakras separados, estavas habituado a que, por exemplo, o terceiro chakra manejasse as frequências do poder, o quinto e o sexto lidasse com as formas de pensamento, etc… mas nenhum deles administrava tudo simultaneamente; mais: somente os chakras abertos permitiam que certas facetas do teu eu-espírito chegassem aos campos mais baixos. O Chakra Unificado, porém, permite a articulação completa de todos os aspectos do ser.
As tuas respostas passam a proceder integralmente do eu-espírito, o que significa que passarás a estar ativo… em vez de reativo, a viver ancorado no amor e não no medo; serás transpessoal em vez de estares ancorado na personalidade.
INVOCAÇÃO DA UNIFICAÇÃO DOS CHAKRAS
Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Tornando o meu coração
Uma linda bola de luz,
Que me permite expandir.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da garganta
E o meu chakra do plexo solar
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.


Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da testa
E o meu chakra do umbigo
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da coroa
E o meu chakra da base
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.


Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra Alfa
(Vinte centímetros acima da minha cabeça)
E o meu chakra Ômega
(Vinte centímetros abaixo da minha coluna)
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Deixo que a Onda de Metraton
Se mova entre esses dois pontos.
EU SOU uma unidade de Luz.


Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
envolvendo o meu oitavo chakra
(Acima da minha cabeça)
E a parte superior de minhas coxas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo emocional se funda
Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.


Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu nono chakra
(Acima da minha cabeça)
E a parte inferior de minhas coxas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo mental se funda
Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.
Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu décimo chakra
(Acima da minha cabeça)
E (indo) até meus joelhos
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que meu corpo espiritual se funda
Com o corpo físico,
Formando o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo primeiro chakra
(Acima de minha cabeça)
E a parte superior da barriga de minhas pernas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Mente Suprema se funda
Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.


Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo segundo chakra
(Acima da minha cabeça)
E a parte inferior da barriga de minhas pernas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Mente Crística Suprema se funda
Com o campo unificado.
Eu Sou uma unidade de Luz.
Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo terceiro chakra
(Acima da minha cabeça)
E meus pés
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu permito que a Mente Suprema EU SOU se funda
Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu décimo quarto chakra
(Acima da minha cabeça)
E (indo) até abaixo dos meus pés
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Presença da Fonte se mova
Através do campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.
Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração.
Eu peço que
O nível supremo do meu Espírito
Se irradie
Do centro do meu coração,
Preenchendo este campo unificado,
Eu irradio por todo este dia.
EU SOU uma unidade de Espírito.
http://consciencia-estelar.blogspot.com.br/2014/12/unificacao-dos-chakras-no-coracao.html

Muitos de nós estamos trabalhando com infinitos, nós os visualizamos e sabemos que sua energia simula a energia do movimento das partículas em torno de um átomo; há mil referências em diferentes disciplinas, mas realmente, tem um circuito que faz estabelecer uma vibração de energia contínua, que permite restabelecer vibrações menores ou estruturas que ficaram paralisadas no tempo por decisões e que não nos permitem avançar.

O infinito, como traço é uma esfera que traz um movimento circulatório, começa a gerar uma hiperesfera e daí nasceria uma inversão que se ondula gerando um traço mais intenso visível que é somente um traço parcial do conjunto a que chamamos infinito ou Lemniscata de Bernouilli.

É preciso recordar que todo símbolo é tão somente a representação de um objeto ou espaço, não contém nenhum poder ou capacidade por si mesmo, é a memória energética que se desperta em nós, que faz, ao nos concentrarmos nele, darmos um impulso através de pensamento ou da energia e tomar forma e capacidade para realizar mudanças ou intervenções em seu ambiente, ou seja, ao focar nele, é quando toma forma, quando realmente começa a vibrar, e realiza em nós uma retroação que nos leva ao estado de vibração.

Sempre, na matemática, o infinito está associado com o tempo e como uma constante flexibilidade no mesmo, posto que gera um bicampo, ou seja, um espaço dual que na realidade não está partido e que pode percorrer de um espaço ao outro constantemente.

Sarfatti propõe que a mente e a matéria interagem através da intenção consciente.

A intenção dirige ondas de informação que estruturam a matéria.

Poderíamos então dizer que a energia mental ou do pensamento é transformada imediatamente em campos eletromagnéticos (a famosa Lei de mentalização e a da Atração se regem por ela) ou em energia luz que emitimos, absorvemos ou projetamos em função da intenção.

Segundo as teorias de Beardem, uma partícula de matéria está em estado neutro enquanto não recebe um impulso eletromagnético; esse impulso pode atuar de várias formas:

1 – apagar a carga em uma partícula carregada

2 – introduzir um campo eletrostático

3 – introduzir um campo eletromagnético no espaço que rodeia o objeto para que interaja

4 – condensar energias sutis no fluxo, que dão forma e afetam a matéria, regenerando-a de novo.

O que fora da física e na vida real se traduz em:

Manter as pessoas em sistemas de conduta auto-organizada (externa ou interna).

Poder deixar algo ou alguém num ponto zero (em modo positivo para que recupere sua livre escolha em sua vida, em modo negativo, com um vazio energético que deixa dependente e manipulável ou, inclusive, doente).

Aplicar cargas de energia para que uma situação comece a se mover, que sempre será vivida, perante a não ação.

Criação consciente de ciclos de energia que permitam passar para novas experiências, mais além do inserido na matéria ao devolver a força em si mesma, ou seja, a criação de ciclos espaço tempo.

Significa que a intenção é o que produz a força do movimento e quanto este movimento é oscilatório e contínuo, como se produz num ciclo infinito, e uma atuação direta sobre a matéria que vai mais além dos pensamentos passados e dos pensamentos do futuro, posicionando-nos de maneira concreta no agora.

E é no agora que somente podemos realizar os intercâmbios energéticos com a matéria, no presente.

Trabalho para a consciência com:

REATIVAÇÃO ESFÉRICA

Esta meditação permite que todos nós aproveitemos nossos sentidos físicos e espirituais na medida maior.

Devemos redefinir e aprender a utilizar apropriadamente os sentidos físicos para podermos consentir.

Em cada um de nós os centros de energia funcionam em maior ou menor grau, mas em poucas ocasiões somos conscientes de que podemos ativá-los de maneira criativa para que eles possam se reconstruir independentemente dos fatos do passado.

É importante que também nos demos conta de que cada chakra e órgão dentro do corpo têm uma consciência própria que foi superposta e infundida com as energias de suas muitas experiências passadas e formas de pensamento.

Não somente criaram seu mundo exterior com suas crenças e frequências vibratórias de seus pensamentos, mas também construíram seu mundo interior.

Nosso corpo se comunica conosco de muitas formas, ele incha, cansa, fica doente, se equilibra, os olhos brilham…

É curioso, todos nós sabemos nos comunicar com “anjos ou seres espirituais”, mas em poucas ocasiões falamos com nosso corpo.

Estamos em um processo de caminho acelerado de iniciação/transformação, que à medida que nos aprofundamos, cria muitíssimo desconforto e distorção dentro do veículo físico.

Alguns alunos se queixam que desde que se conectaram com seu eu superior, eles sentem grande tristeza ou cansaço, etc.: tudo isso estava aí, só que estava no inconsciente e ao entrar em contato com os corpos energéticos se fez físico para ser retirado e liberado.

Começaremos este processo de maneira consciente, levando em conta outros aspectos de nossos chakras e ativando-os de novo.

Respiramos fundo por três vezes para tomar consciência do presente e depois levamos até o fim um processo de enraizamento.

Vamos nos focar no núcleo da Terra e entrar em contato com o mesmo, reconhecendo um feixe de luz azul, azul brilhante, cheio de energia; ele se dirige para nossas pernas, centralizando-se no chakra estrela da alma, uma vez em contato com este, visualizamos como ao nosso lado se acende uma esfera de luz que nos rodeia e deixa toda a nossa aura ativada e brilhante.

Entramos em contato com o Chakra da Raiz que enraíza nosso eu físico na força vital da Terra e dá estabilidade ao corpo físico.

Quando este chakra está funcionando adequadamente e em equilíbrio, nós teremos mais vitalidade, valor e confiança em nós mesmos.

Isso nos ajudará a liberar assuntos antigos de sobrevivência e escassez e a conectar com nosso cofre do tesouro da abundância.

Uma vez aí, respiramos fundo e visualizamos uma grande esfera de luz branca que se expande nele e como um feixe de luz azul desenha um infinito dentro dela em três direções: para frente, para trás; para baixo; e direita e esquerda.

Quando os três estiverem desenhados juntos, com o ponto central de união, eles começarão a girar em espiral cada vez mais e mais depressa até se converterem em uma grande esfera de luz dentro da esfera que, por sua energia e rapidez, explodirá expandindo-se.

Esse é o ponto em que a energia subirá para o centro de energia seguinte e assim irá se repetindo um por um até que estejam todos ativados, tomando consciência, sobretudo, das seguintes atitudes dos chakras.

O segundo chakra é o assento do eu físico/mental.

Quando esse chakra começa a girar em harmonia e somente restam umas poucas energias discordantes, a autoestima retorna, o conhecimento se converte em sabedoria e vem a clareza de pensamento.

Recupera-se o autocontrole.

O chakra do coração é o portal para os chakras superiores, os quais nos conectam com o Eu Álmico e o Eu Espiritual.

Quando o chakra do coração está desequilibrado ou quase fechado, é quando nós funcionamos como seres instintivos que são governados pelos três chakras inferiores do eu físico.

À medida que as energias da mente/emoções do coração se equilibram, rapidamente todas as energias e padrões de pensamento como zelo, inveja, egoísmo, culpa e sentimentos de não sermos dignos são liberados.

O chakra da garganta está conectado com o plano emocional/astral ou plano mental/causal, dependendo das frequências vibratórias dos pensamentos e palavras que são projetadas.

Nós criamos nossa própria realidade com os padrões de frequência que irradiam, a lei da atração assegura que as frequências baixas enviadas para fora vão atrair energias do plano astral e as frequências altas conectarão com os planos mentais de consciência.

O processo de ascensão implica alcançar a mestria do plano físico, o plano astral (emocional), o plano mental e, eventualmente, para cima, para as dimensões superiores.

A comunicação, o poder da palavra falada, é uma das ferramentas mais importantes no plano físico.

O chakra da testa ou terceiro olho abre a porta para os “sentidos internos”, primeiro conectando com o eu inconsciente (mente subconsciente) e gradualmente com o Eu Superior à medida que escutamos nosso eu superior.

Quando se abre o chakra coronário, abre-se o caminho para o Eu Espiritual.

Para terminar, entramos em contato com o chakra estrela da alma, situado uns 20 cm acima de nossa cabeça, que nos ajudará a restabelecer uma conexão forte e pura com os guias espirituais; mas, sobretudo, com nosso espírito e essência.

Focalizem a consciência profundamente dentro de seu Coração Sagrado enquanto que respiram profundamente algumas vezes.

E visualizem como a energia sobe verticalmente desde a base, colecionando todas as cores dos chakras que saem pela coroa e florescem como uma grande luz que se amplifica em direção do infinito.

E se desdobra em uma cascata de envolve nossa aura e a expande.

Respiramos fundo por três vezes novamente para tomar consciência do presente e começamos a movimentar nossas pernas, os pés e o resto do corpo até abrirmos os olhos e estarmos centrados.

Não se levantem até estarem bem firmes no solo.

Fonte: http://www.ascensiongaia.es/

Tradução: Blog Sintese http://blogsintese.blogspot.com

http://blogsintese.blogspot.com.br/2015/01/uso-consciente-do-infinito.html

A IDENTIDADE DO TRABALHADOR DA LUZ

Os Trabalhadores da Luz são almas que possuem o forte desejo interior de difundir Luz (conhecimento, liberdade e amor) sobre a Terra. Eles sentem isso como sua missão. São freqüentemente atraídos para a espiritualidade e para algum tipo de trabalho terapêutico. Devido ao seu profundo sentimento de missão, os Trabalhadores da Luz sentem-se diferentes de outras pessoas. Ao experimentarem diferentes tipos de obstáculos em seus caminhos, a vida os estimula a encontrar seu caminho próprio, único. Os Trabalhadores da Luz quase sempre são indivíduos solitários que não se adaptam às estruturas sociais estabelecidas.

Uma observação sobre o conceito de “Trabalhador da Luz”:

A expressão “Trabalhador da Luz” pode provocar mal-entendidos, já que diferencia um grupo particular de almas, do resto. Além disso, pode parecer sugerir que este grupo particular é, de algum modo, superior aos outros, por exemplo, àqueles “não Trabalhadores da Luz”. Toda esta linha de pensamento está em desacordo com a própria natureza e objetivo do trabalho da Luz. Permitam-nos expor brevemente o que há de errado nisso.

Primeiro, pretensões de superioridade geralmente não são iluminadas. Elas bloqueiam seu crescimento em direção a uma consciência livre e amorosa. Segundo, os Trabalhadores da Luz não são “melhores” nem “superiores” a ninguém. Eles simplesmente têm uma história diferente daquela dos que não pertencem a este grupo. Graças a esta história peculiar, que discutiremos mais adiante, eles têm certas características psicológicas que os distinguem como um grupo.

Terceiro, toda alma chega a ser um Trabalhador da Luz em determinada etapa do seu desenvolvimento. Portanto, a qualificação “Trabalhador da Luz” não está reservada para um número limitado de almas.

A razão pela qual utilizamos o termo “Trabalhador da Luz” – apesar dos possíveis mal-entendidos – é porque ela traz associações e agita memórias dentro de vocês que os ajuda a recordar. Também há uma conveniência prática, já que este termo é freqüentemente usado em sua literatura espiritual corrente.

RAÍZES HISTÓRICAS DOS TRABALHADORES DA LUZ

Os Trabalhadores da Luz trazem consigo a habilidade de alcançar o despertar espiritual mais rapidamente que outras pessoas. Eles carregam sementes internas para um rápido despertar espiritual. Por causa disso, parecem estar numa via mais rápida que a maioria das pessoas, se assim escolhem. Mais uma vez, isto não acontece porque os Trabalhadores da Luz sejam de algum modo almas “melhores” ou “superiores”. No entanto, eles são mais velhos que a maioria das almas encarnadas na Terra atualmente. Esta idade “mais velha” deve ser entendida, de preferência, em termos de “experiência”, mais que de “tempo”.

Os Trabalhadores da Luz alcançaram um estágio particular de iluminação, antes de encarnarem na Terra e começarem sua missão. Eles escolheram conscientemente envolver-se na “roda cármica da vida” e experimentar todas as formas de confusão e ilusão que fazem parte dela.

Fizeram isto para compreender completamente “a experiência da Terra”. Isto lhes permitirá cumprir sua missão. Só passando, eles mesmos, por todos os estágios de ignorância e ilusão, é que eles possuirão finalmente as ferramentas para ajudar os outros a alcançar um estado de verdadeira felicidade e iluminação.

Por que os Trabalhadores da Luz perseguem esta missão sincera de ajudar a humanidade, mesmo correndo o risco de se perderem, durante eras, na densidade e confusão da vida terrestre? Esta é uma questão da qual nos ocuparemos extensivamente mais adiante. Agora, diremos apenas que isto tem de ver com um tipo de carma galáctico.

Os Trabalhadores da Luz presenciaram a véspera do nascimento da humanidade na Terra. Eles fizeram parte da criação do homem. Foram co-criadores da humanidade. Durante o processo de criação, eles fizeram escolhas e agiram de formas que mais tarde vieram a lhes causar um profundo arrependimento. Eles estão aqui agora para reparar suas decisões de então.

Antes de entrarmos nesta história, citaremos algumas características das almas Trabalhadoras da Luz, que geralmente as distinguem de outras pessoas. Estes traços psicológicos não pertencem exclusivamente aos Trabalhadores da Luz e nem todos os Trabalhadores da Luz os reconhecerão como seus. Ao apresentarmos esta lista, simplesmente queremos dar um esboço da identidade psicológica dos Trabalhadores da Luz. Quanto às características, o comportamento exterior é menos importante do que as motivações internas ou intenções sentidas. O que vocês sentem por dentro é mais importante do que o que mostram externamente.

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS DOS TRABALHADORES DA LUZ

– Desde cedo em suas vidas, eles sentem que são diferentes. Quase sempre, sentem-se isolados dos outros, solitários e incompreendidos. Freqüentemente tornam-se individualistas e têm que encontrar seus próprios caminhos na vida

– Eles têm dificuldade para se sentir à vontade em empregos tradicionais e/ou em estruturas burocratas. Os Trabalhadores da Luz são naturalmente antiautoritários, o que significa que resistem naturalmente às decisões ou valores baseados somente em poder ou hierarquia. Este traço de antiautoritarismo está presente mesmo entre os que parecem tímidos e envergonhados. Ele está relacionado com a própria essência da missão deles aqui na Terra.

– Os Trabalhadores da Luz sentem-se atraídos para ajudar as pessoas, como terapeutas ou como professores. Podem ser psicólogos, curadores, professores, enfermeiros, etc. Mesmo que a sua profissão não esteja diretamente relacionada com ajudar pessoas, sua intenção de contribuir para o bem-estar da humanidade está claramente presente.

– Sua visão da vida é colorida por um sentido espiritual de como todas as coisas estão relacionadas umas com as outras. Consciente ou inconscientemente, eles levam dentro de si memórias de esferas de luz não terrestres. Podem – ocasionalmente – sentir saudades dessas esferas de luz e sentir-se como um estranho na Terra.

– Honram e respeitam profundamente a vida, o que freqüentemente se manifesta como afeição pelos animais e preocupação com o meio ambiente. A destruição de partes do reino animal ou vegetal na Terra pela ação do homem evoca neles profundos sentimentos de perda e aflição.

– São bondosos, sensíveis e empáticos. Podem sentir-se incômodos ao se defrontarem com um comportamento agressivo e geralmente têm dificuldade para se defender. Podem ser sonhadores, ingênuos ou profundamente idealistas, assim como insuficientemente “enraizados”, isto é, não ter os pés na terra. Como eles têm facilidade para captar sentimentos e humores (negativos) das pessoas que os rodeiam, é importante que possam, regularmente, passar algum tempo a sós. Isto lhes permite distinguir entre seus próprios sentimentos e os das outras pessoas. Necessitam de momentos de solidão para recuperar a própria base e estar em contato com a mãe Terra.

– Eles viveram muitas vidas na Terra, nas quais estiveram profundamente envolvidos com a espiritualidade e/ou religião. Estiveram presentes, em grande número, nas velhas ordens religiosas do seu passado, como monges, monjas, ermitães, psíquicos, bruxas, xamãs, sacerdotes, sacerdotisas, etc. Foram os que construíram uma ponte entre o visível e o invisível, entre o contexto diário da vida terrestre e os reinos misteriosos de pós-vida, de Deus e dos espíritos do bem e do mal. Por desempenharem este papel, muitas vezes eles foram renegados e perseguidos. Muitos de vocês foram sentenciados à fogueira devido aos dons que possuíam. Os traumas das perseguições deixaram profundas marcas na memória de suas almas. Isso pode manifestar-se atualmente como medo de estar completamente enraizado, isto é, medo de estar realmente presente, porque vocês se lembram de terem sido brutalmente atacados por serem quem eram.

PERDER-SE : O PERIGO PARA O TRABALHADOR DA LUZ

Os Trabalhadores da Luz podem estar presos nos mesmos estados de ignorância e ilusão que qualquer outra pessoa. Embora comecem de um ponto de partida diferente, a capacidade deles para romper o medo e a ilusão, com o propósito de alcançar a iluminação, pode ser bloqueada por muitos fatores. (Por iluminação, queremos dizer o estado no qual vocês compreendem que são essencialmente da Luz, capazes de escolher a luz em qualquer momento).

Um dos fatores que bloqueiam o caminho da iluminação para os Trabalhadores da Luz é o fato de terem uma pesada carga cármica, que pode levá-los a se extraviarem por bastante tempo. Como afirmamos anteriormente, esta carga cármica está relacionada com decisões que eles tomaram com relação à humanidade em suas etapas iniciais. Foram decisões essencialmente desrespeitosas para com a vida (falaremos disto mais tarde, neste capítulo). Todos os Trabalhadores da Luz que vivem agora desejam corrigir alguns de seus erros passados e recuperar e cuidar do que foi destruído por causa disso.

Quando os Trabalhadores da Luz completarem seu caminho através da carga cármica, isto é, quando liberarem todo tipo de necessidade de poder, compreenderão que são essencialmente seres de luz. Isso lhes permitirá ajudar outras pessoas a achar seu próprio ser verdadeiro. Mas primeiro eles mesmos têm que passar por esse processo, o que geralmente exige grande determinação e perseverança no nível interno. Devido aos valores e julgamentos neles incutidos pela sociedade, os quais freqüentemente vão contra seus próprios impulsos naturais, muitos Trabalhadores da Luz se perderam, terminando em estados de desconfiança de si mesmos, auto-negação e, inclusive, depressão e desesperança. Isto porque eles não conseguem se adaptar à ordem estabelecida e concluem que deve haver algo de terrivelmente errado com eles.

O que os Trabalhadores da Luz têm que fazer, neste ponto, é deixar de procurar validação externa, através de pais, amigos ou da sociedade. Em algum momento, você (que está lendo isto) terá que dar o salto para a verdadeira autorização, o que significa realmente acreditar em si mesmo e verdadeiramente honrar suas inclinações naturais e seu conhecimento interior, agindo de acordo com eles. Nós o convidamos a fazer isso e lhe asseguramos que estaremos com você em cada passo do caminho – exatamente como você, num futuro não distante, estará aí para ajudar outros em seu caminho.

Nota do Gabriel: As outras 3 partes serão postadas nos dias seguintes.
Canal: Pamela Kribbe

Fonte: http://www.jeshua.net/por/ Tradução: Vera Corrêa

http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2014/12/jeshua-trabalhadores-da-luz-parte-1.html

%d blogueiros gostam disto: